Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.

Arquivo para fevereiro, 2007

O que dirá seu obituário


 

O Que Dirá Seu Obituário?

Por Robert J. Tamasy

 

Você costuma ler os obituários (notas de falecimentos em jornais – nota do revisor)? Não pretendo parecer mórbido, mas cada vez mais me pego fazendo uma parada regular nas páginas de falecimentos, em minha jornada diária através das notícias dos jornais. Minha esposa as lê porque trabalha num consultório médico e, ocasionalmente, descobre que um dos antigos pacientes faleceu. À medida que vou ficando mais velho, descubro que mais pessoas que eu conheci – ou simplesmente encontrei – estão aparecendo nessa página. E a verdade é que, um dia, meu nome também estará lá.

 

Recentemente intrigou-me um obituário de quase uma página inteira. Era de uma pessoa de grandes realizações. Além de relacionar os parentes que ficaram e falar das providências para o funeral, a nota relatava os feitos acadêmicos e vocacionais dessa personalidade, bem como sua paixão por voar e jogar golfe. Foi, então, que a notícia adotou um tom diferente, afirmando que João (nome fictício), havia se casado três vezes e, em termos vibrantes, relatava acontecimentos dos três casamentos.

Apesar da descrição positiva dessas uniões, cada parágrafo terminava afirmando: “O casamento terminou em divórcio”. Terminei a leitura certo que João deve ter sido um tremendo sujeito, mas com mais sucesso em casar do que em permanecer casado. Nunca vou saber ao certo, mas, aparentemente, em meio às suas maravilhosas experiências de vida, ele também experimentou – e talvez causou – mais tristezas do que compartilhou.

 

Esse relato me levou a pensar sobre o conteúdo que minha nota de falecimento terá um dia.

 

Percebi, então, que estou mais preocupado com o que não será escrito. Será que os membros de minha família e os amigos que deixarei para trás saberão o quanto eu os amei? Será que minha vida terá feito  diferença positiva na vida de outras pessoas? Será que minha presença na terra terá feito deste mundo, ainda que de modo insignificante, um lugar melhor? Talvez estas perguntas soem para você tão importantes quanto espero que sejam. 

 

Eis alguns pensamentos que a Bíblia oferece sobre o assunto:

. Foco nos outros e não em nós mesmos.  Uma vida bem vivida e uma carreira bem investida são maneiras de melhorar o mundo ao nosso redor e, de algum modo, enriquecer a vida dos que cruzam nosso caminho, ao longo da jornada da vida.“Não façam nada por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros” (Filipenses 2.3-4). 

 

. Melhores investimentos não são financeiros, mas os aplicados em relacionamentos.  Cada um de nós tem dons, habilidades e conhecimentos especiais que poderão ser passados para outros. A marca de um grande líder é a habilidade de treinar e desenvolver seguidores de forma que, quando ele se for, eles possam levar adiante o trabalho e, quem sabe, faze-lo ainda melhor, por causa do tempo que foi investido em sua preparação. “Visto que você é precioso e honrado à Minha vista, e porque Eu o amo, darei homens em seu lugar, e nações em troca de sua vida" (Isaías 43.4). 

 

. Manter foco em dinheiro e posses é futilidade. 

Nunca vi os bens de alguém acompanhar seu cortejo fúnebre. Ao final de nossa vida, tudo o que levaremos conosco, será o impacto causado pelo investimento que fizemos de nosso tempo e dons em benefício de outros. “Não se aborreça quando alguém se enriquece e aumenta o luxo de sua casa; pois nada levará consigo quando morrer; não descerá com ele o seu esplendor” (Salmos 49.16-17).

 

%d blogueiros gostam disto: