Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.

Arquivo para maio, 2007

Coisas que a vida ensina depois dos 40


 

 ΞΞΞ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ   ΞΞΞ ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ

Amor não se implora, não se pede não se espera…
Amor se vive ou não…
Ciúmes é um sentimento inútil… Não torna ninguém fiel a você…
Animais são anjos disfarçados… mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade…
Crianças aprendem com aquilo que você faz… não com o que você diz…
As pessoas que falam dos outros pra você… vão falar de você para os outros…
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens…
Água é um santo remédio…
Deus inventou o choro para o homem não explodir…
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso…
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada…
A criatividade caminha junto com a falta de grana…
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar…
Amigos de verdade nunca te abandonam…
O carinho é a melhor arma contra o ódio…
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida…
Há poesia em toda a criação divina…
Deus é o maior poeta de todos os tempos…
A música é a sobremesa da vida….
Acreditar, não faz de ninguém um tolo..Tolo é quem mente…
Filhos são presentes raros…
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações…
Obrigado, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor…
O amor… Ah, o amor…
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças…
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado…
E vive a vida mais alegremente…
Artur da Távola

Anúncios

Verdade


`“.¸`“.¸ ¸.´´ ¸.“´
¸.“´¸.“´ `“.¸`“
¸.´
.
   E, visto como os filhos participam da carne

e do sangue,
também ele participou das mesmas coisas,
para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;
E livrasse todos os que, com medo da morte,
se tornaram escravos da vida.
Hb 2:14-15

` 
¸.´
.
‘–,  
¸.
`“.¸`“.¸ ¸.´´ ¸.“´
¸.“´¸.“´ `“.¸`“


      

Dicas para sobressair no trabalho


 

 ΞΞΞ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ   ΞΞΞ ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ

Existem muitos gurus que sabem dar respostas criativas às grandes questões sobre o mercado de trabalho. Aqui vai um pequeno resumo da entrevista com o famoso Reynold Remhn:

 

Pergunto: Ainda é possível ser feliz num mundo tão competitivo?
Resposta: Quanto mais conhecimento conseguimos acumular, mais entendemos que ainda falta muito para aprendermos. É por isso que sofremos. Trabalhar em excesso é como perseguir o vento. A felicidade só existe para quem souber aproveitar agora os frutos do seu trabalho.

 

Segunda pergunta: O profissional do futuro será individualista?
Resposta: Pelo contrário. O azar será de quem ficar sozinho, porque se cair, não terá ninguém para ajudá-lo a levantar-se.

 

Terceira pergunta: Que conselho o senhor dá aos jovens que estão entrando no mercado de trabalho?

Resposta: É melhor ser criticado pelos sábios do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados em uma fogueira.

Quarta pergunta: E para os funcionários que tem chefes centralizadores e perversos?

Resposta: Muitas vezes os justos são tratados pela cartilha dos injustos, mas isso passa. Por mais poderoso que alguém pareça ser, essa pessoa ainda será incapaz de dominar a própria respiração.

Última pergunta: O que é exatamente sucesso?

Resposta: É o sono gostoso. Se a fartura do rico não o deixa dormir, ele estará acumulando, ao mesmo tempo, sua riqueza e sua desgraça.

Belas e sábias respostas. Eu só queria me desculpar pelo fato de que não existe nenhum Reynold Remhn. Eu o inventei. Todas as respostas, embora extremamente atuais, foram retiradas de um livro escrito há 2.300 anos: o Eclesiastes, do Antigo Testamento. Mas, se eu digo isso logo no começo, muita gente, talvez, nem tivesse interesse em continuar ouvindo.


Um dos "clássicos" de Max Gehringer, colunista da revista Época e comentarista da rádio CBN


Fonte: Pavablog

Uma vida solitária


 

 ΞΞΞ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ   ΞΞΞ ":◦.»ώ«.◦:"ΞΞΞ

 

Depois disso, passou por três anos como pregador itinerante.

 

Nunca escreveu um livro.

 

Nunca dirigiu um escritório.

 

Nunca teve uma família ou casa própria.

 

Não freqüentou a faculdade.

 

Nunca viajou para lugares além de 300 quilômetros de distância do local onde nasceu.

 

Não realizou nada que pudesse ter sido relacionado à grandeza.

Tinha apenas 33 anos quando a opinião pública se voltou contra ele. Seus amigos o abandonaram.

 

Ele foi entregue a seus inimigos e sofreu a humilhação de passar por um interrogatório.

 

Foi pregado na cruz entre dois ladrões.

Quando estava morrendo, seus executores repartiram entre si sua roupa, a única coisa que ele possuía na Terra.

 

 Quando morreu, foi enterrado em uma sepultura emprestada, graças à piedade de um amigo.

 

Decorrido dezenove séculos, Ele continua sendo a figura central da raça humana, o líder do progresso da humanidade.

 

Todos os exércitos que já marcharam, todos os navios que já navegaram, todos os parlamentos que já se reuniram, todos os reis que já reinaram – todos junto – não exerceram tanta influência sobre a vida dos seres humanos como aquele que viveu Uma Vida Solitária."

 

 Autor desconhecido (Internet)

 
%d blogueiros gostam disto: