Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

  Cultivando o Privilégio de Dar
Por Rick Boxx

•`“•.¸`“•.¸ ¸.•´´ ¸.•“´•
•¸.•“´¸.•“´ `“•.¸`“ •.¸•

Poucas pessoas atingem os padrões estabelecidos por R. G. LeTourneau. Na primeira parte do século XX, LeTourneau foi um destacado industrial. Ele inventava e vendia grande parte dos primeiros equipamentos para remoção de entulho. Suas realizações nos negócios foram muitas. Mas seus feitos eternos foram ainda mais significativos. 

 

Embora algumas empresas façam do investimento humanitário uma prática, na maioria dos casos, os recursos financeiros ou materiais disponíveis são pequenos. Nos Estados Unidos, por exemplo, em 1998 as empresas destinaram pouco mais de 1% de seus lucros líquidos para atividades beneficentes, o que está longe do nível de 10% que a Bíblia estabelece como “dízimo”. 

 

Para LeTourneau, entretanto, o dízimo bíblico servia apenas como ponto de partida. Em sua biografia, “Movendo Montanhas e Homens”, ele afirma ter compreendido algo de grande importância: Deus é o dono de todas as coisas, o verdadeiro proprietário de tudo! Tudo que possuímos, todas as coisas que reivindicamos como “nossas” são, na verdade, dádivas de Deus. 

 

Com esse conhecimento e acreditando nele, LeTourneau abriu o tesouro de sua empresa para Deus. Alegre e generosamente ele deu não 10% mas 90%, praticando o dízimo ao contrário: ao invés de dar para Deus 10% e ficar com 90% para ele, fez o oposto. 

 

LeTourneau sustentou essa prática de doar 90% de seus rendimentos e viver com apenas 10% durante anos. Não há nenhuma razão para ter pena dele ou acreditar que ele foi, de algum modo, privado de desfrutar do fruto do seu trabalho. Depois de aprender a valiosa lição de que é impossível dar demais para Deus, LeTourneau teve o privilégio de ver milhões de dólares fluir através de sua empresa para fundos de uma extensa rede mundial, ajudando a satisfazer as necessidades de incontáveis pessoas, tanto do corpo como do espírito. Mesmo doando milhões, ele teve uma vida de abençoada abundância financeira. 

 

Ao nos aproximarmos do período do ano em que muitas empresas avaliam os resultados da sua produtividade anual e determinam o montante de bônus e doações beneficentes que concederão, lembremos o ensino de Paulo em II Coríntios 8.7: “Todavia, assim como vocês se destacam em tudo, na fé, na palavra, no conhecimento, na dedicação completa e no amor que vocês têm por nós, destaquem-se também neste privilégio de contribuir”. 

 

Mesmo com toda a realização alcançada pelo Sr. LeTourneau é bem provável que você não tenha reconhecido o seu nome. É que o sucesso empresarial, afinal de contas, é passageiro. Líderes corporativos cujas faces aparecem nas mais prestigiadas revistas de negócios são rapidamente esquecidos ou facilmente substituídos pela mais recente super-estrela do mundo profissional e empresarial. 

 

Entretanto, posso garantir-lhe que a herança eterna de LeTourneau está assegurada e jamais será esquecida.  São inúmeros homens, mulheres e crianças que se beneficiaram eternamente de sua generosidade. Pergunte a si mesmo: "Por qual tipo de legado as pessoas se lembrarão de mim neste ano?"

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: