Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

  O Papel Paternal do Líder
Por Robert J. Tamasy .

•`“•.¸`“•.¸ ¸.•´´ ¸.•“´•
•¸.•“´¸.•“´ `“•.¸`“ •.¸•

Qual é a tarefa prioritária de um bom líder? Dizer à sua equipe o que fazer? Assegurar-se que a organização tenha lucro? Delinear a visão da organização e servir como seu eficiente embaixador? Manter boa interação com os acionistas?

Embora cada um desses papéis seja significativo, a responsabilidade primária do líder é maximizar as contribuições individuais e desenvolver o recurso mais valioso da organização: as pessoas. A melhor aferição da eficiência de um líder é analisar o que acontece com a organização depois que ele sai.

Lembro-me quando, como editor de um grande jornal, contratei uma jovem. Ela trabalhava com afinco e apresentava grande potencial. Mas parecia peixe fora de água. Testada em diversas funções, um dia lhe pedi cuidar de tarefas envolvendo fotografias. O trabalho que fez foi tão notável que lhe pedi outros. Carol encontrou seu lugar como fotógrafa da equipe e, a partir daí, ela floresceu.

O homem que me contratara para editar seu jornal costumava dizer: "Qualquer um pode demitir um empregado, pois não exige nenhum talento especial. Mas o bom líder é capaz de identificar o que uma pessoa faz de melhor e lhe oferecer oportunidade para desenvolver suas habilidades e atingir a excelência."

Max DePree, ex-CEO de uma indústria mobiliária e autor de vários livros sobre liderança, fez afirmação semelhante: "As pessoas se nutrem quando realizam diversos trabalhos, se desenvolvem e atingem seu potencial. Acredito que somente através da renovação contínua de seus membros, uma organização pode renovar-se continuamente."

Como pai ajudando meus filhos, e agora os meus netos, compreendi que faz parte do meu papel descobrir seus talentos e potencial e os encorajar a usá-los plenamente. Liderar com eficiência inclui "servir de pai" às pessoas envolvidas. O livro de Provérbios apresenta alguns princípios a respeito: 

. Capacitar a seguir a "inclinação" natural. Os pais devem ensinar e transmitir aos filhos valores espirituais e morais. Os líderes precisam ensinar comportamento ético e profissional. Precisam discernir a melhor posição para cada pessoa, ajudá-la a alcançar sua realização pessoal e experimentar a alegria de atingir o potencial que lhe foi dado por Deus. "Instrua o menino (empregado) no caminho em que deve andar e, até quando envelhecer, não se desviará dele" (Provérbios 22.6).

. Cuidar das necessidades individuais. Emergências prementes ["tirania do urgente"], não deveriam nos desviar de ir ao encontro das necessidades importantes dos que contribuem para a missão de nossa organização. "Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa. Não diga a seu próximo: ‘Volte amanhã, e eu lhe darei algo’, se pode ajudá-lo hoje" (Provérbios 3.27-28).

. Investindo no futuro. Valorizar empregados e colaboradores, identificando seu potencial de forma a que possam maximizar sua contribuição para a organização e prepará-los para assumir papéis importantes de liderança resultam em sólido investimento para o futuro da companhia. "O homem bom deixa herança para os filhos de seus filhos" (Provérbios 13.22).

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: