Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

"Façamos a obra enquanto é dia,

a noite vem quando ninguém pode trabalhar"

 

ﻺﻍﭿﭿﻍﻺ||¯¯¯ﻺﻍﭿﭿﻍﻺ¯¯¯||ﻺﻍﭿﭿﻍﻺ

( Evangelho do Apóstolo João 9.4)

 

   A escolha dos doze primeiros discípulos de Jesus mostra que o chamado do Senhor é irresistível. Mais tarde Paulo vai dizer, "…os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis" (Romanos 11.29). A chamada, o ensino que receberam diretamente do Senhor Jesus e os poderes especiais para realizarem curas, expelir demônios e ressuscitar mortos, foram-lhes outorgados pela Graça do Senhor. Sobre a qual Jesus lhes disse:  "De graça dai (Mateus 10.8). Espiritualmente falando, não havia, nunca houve e jamais haverá homens mais privilegiados do que aqueles doze de Israel. Porém, paralelamente ao privilégio vem a responsabilidade, e é justo que a responsabilidade fosse desincumbida da mesma sorte que o privilégio fora recebido, isto é, de graça, sem esperar pagamento em dinheiro ou coisa desejável ao ser humano.

   Quando Jesus disse aos Seus discípulos para não levarem bens, Ele estava ensinando-lhes que deveriam ser totalmente dependentes de Deus quanto ao seu sustento. Queria que provassem da providência de Deus; e foi o que aconteceu

    Assim nasceu a Igreja de Jesus Cristo, pobre. Basta ler em Atos dos Apóstolos, como vivia a Sua Igreja. Aquela era uma Igreja que não tinha ouro nem prata, mas era capaz de dizer com naturalidade, e sob a sobre-naturalidade do Espírito Santo: "levanta, e anda"! Aquela era uma Igreja que se preocupava com ser humano na sua totalidade, "não só a alma do mal salvar, também o corpo curar, libertar, ressuscitar” Ah, mas hoje; hoje é difícil achar aquela que não priorize o ouro e a prata, dos fieis, é claro, e não se distancie dos ensinamentos do Senhor. "O Meu povo está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento" (Oséias 4.6). Quantos, em nosso meio, andam preocupados com os privilégios e fugitivos das responsabilidades cristãs… Onde está a solidariedade daquele povo que o Senhor deixou pra ser sal e luz,  suprindo mutuamente, necessidades e lágrimas?! Como é possível ver e não se sensibilizar? Que incoerência, para quem se diz cristão, é viver como se a vida fosse apenas comprar e consumir, muitas vezes gastando até o que não tem!

    "Conheço as tua obras", disse o Senhor. Ah, Aquele que sonda os corações é o Mesmo que reprova nossas vãs "justificativas"!

    "Façamos a obra enquanto é dia, a noite vem quando ninguém pode trabalhar" (João 9.4).

    Hoje é o tempo da oportunidade para o verdadeiro cristianismo abraçar o privilégio, e assumir a sua responsabilidade…

      Em Cristo, o Senhor da Igreja Única.

 

Rev. Enoc Teixeira Wenceslau
Igreja Presbiteriana da Penha/RJ – IPU
UMA AGÊNCIA DA GRAÇA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
www.ipupenha.org.br

 

       

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: