Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

Encarando Conflitos

Por Rick Boxx

 

Eu me sinto desconfortável com conflitos. Mas aprendi a respeitar as pessoas que se mostram dispostas a confrontar discordâncias diretamente, quando acreditam que isso pode resultar na solução de um problema. Um desses raros indivíduos é meu bom amigo Raimundo. 

 

Nada é varrido para baixo do tapete quando Raimundo está perto. Você sabe, aqueles problemas que todo mundo sabe que existem, mas ninguém tem coragem e determinação para lidar com eles. Ao contrário, nós os ignoramos, torcendo para que desapareçam de alguma maneira.  

 

Com Raimundo não é assim. Se alguma questão difícil precisa ser abordada numa reunião é ele que a coloca à mesa, abrindo a discussão o mais rápido possível. Alguns consideram essa abordagem como um confronto desnecessário. Mas Raimundo tem consciência que não se pode avançar para outro nível de relacionamento, seja nos negócios, na vida pessoal, igreja ou alguma parceria comunitária, a menos e até que se esteja disposto a abordar de modo apropriado as questões difíceis.  

 

Numa reunião recente, por exemplo, Raimundo persistiu em fazer a mesma pergunta simples, porém penetrante, na tentativa de levar os presentes a encontrarem uma resposta que possibilitaria avançar na discussão. Houve momentos de desconforto, quando alguns participantes foram lembrados a não levar os comentários para o nível pessoal. O estilo de solução de conflitos de Raimundo elevou o nível emocional e aprofundou o envolvimento de cada um. Isto permitiu que a verdade viesse à tona, guiando o grupo em paz, ao encontro de uma solução satisfatória para a matéria em questão. 

 

Às vezes me vejo lutando entre o contraste existente entre o Jesus das Escrituras pregando “Bem-aventurados os pacificadores” (Mateus 5:9),  e o Jesus que confrontou os cambistas e os expulsou do templo com um chicote (Mateus 21:12).  Vemos um equilíbrio entre estas duas abordagens drásticas no trato de conflitos, descritas no plano de longo prazo de Deus, para paz e prosperidade de Sião, como Ele o apresentou pelo profeta Zacarias: “Eis o que devem fazer: falem somente a verdade uns com os outros, e julguem retamente em seus tribunais; não planejem no íntimo o mal contra o seu próximo, e não queiram jurar com falsidade. Porque Eu odeio todas essas coisas, declara o Senhor.”  

 

Se você se encontra em meio a um conflito, ou teme que você ou sua organização estejam à beira de um choque potencialmente danoso, de idéias, objetivos e personalidades, aprenda uma lição com Raimundo. Ele iria encorajá-lo a encarar o conflito quando necessário, falando a verdade em amor e fazendo toda a provisão possível para a paz.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: