Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

 

E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.

Jo 17:19

     

 

Os olhos são as janelas da alma, diz o ditado popular, nele podemos ver amor e ódio, fé e perdão, alegria e tristeza, coragem e doença frente a derrota, enfim.

 

Moro num local em que a prática de esportes é uma busca diária pela população, quem não caminha, corre, surfa, nada, pedala, na verdade, estou em um SPA ao ar livre.

 

Um paraíso, onde existem pouquíssimos moradores de rua, alguns se eternizaram em locais públicos como um que mora no calçadão frente para o mar por onde caminhamos, a população preocupada já fez de tudo para ele se readaptar, mas resiste,  não mexe com ninguém, tem seu esquema de vida.

 

Neste mesmo trajeto existe uma moça que, infelizmente, está possessa e perambula o tempo todo e muitas vezes fica feroz, sai gritando e brigando com todos.

 

E é nestas horas que me sinto pequena e impotente, porque me lembro de uma passagem em que Jesus ao ser confrontado por dois endemoniados ferozes só diz uma palavra: “ide”, fico imaginando o Amor que sai de seu olhar e que repousa naqueles corações.

 

E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.

 

E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?

 

E andava pastando distante deles uma manada de muitos porcos.

 

E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos.

 

E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas. (Mt 8:28-32)

 

Não se vê aqui nenhuma manifestação de poder e glorificação humanos. Em favor deles o Senhor se santificava.

 

Quero repousar meus olhos naquela moça, e iluminar suas trevas! Preciso do Poder do Amor Real, vindo do Coração do SENHOR.

 

Não me santifico o suficiente, orando e jejuando por ela. Creio que os espinhos do comodismo estão me sufocando, egoísta, não mereço ser chamada pelo Teu Santo Nome. Preciso de Ti Senhor, de mais liberdade no Espírito, de mais renúncia.

 

Felicidade é dar a vida pelos amigos, não o faço.

 

Peco. Quero dar meus olhos para que o SENHOR transforme em instrumento, repousar meus olhos nela e amá-la a ponto dela ser liberta, o que me é oculto, o que me afasta de Ti?!

 

Perdão, SENHOR, preciso do Teu remédio.  Amigo. Cura-me.

 

Esta é minha oração.

 

Em Teu Nome Senhor Jesus.

 

Amém.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: