Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

Deve o crente nunca julgar?(3)

 

D) Versos semelhantes (ver suas notas), dirigidos a hipócritas que a todos julgavam severamente (mas a si próprios não julgam):

 

– D.1.    Rm 02:01-03 "Portanto, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo. 2 E bem sabemos que o juízo de Deus é segundo a verdade sobre os que tais coisas fazem. 3 E tu, ó homem, que julgas os que fazem tais coisas, cuidas que, fazendo-as tu, escaparás ao juízo de Deus?".

 

Isto de modo nenhum nos proíbe de reta e biblicamente julgarmos (primeiro discernindo; depois instruindo os sinceros e fracos; finalmente advertindo, repreendendo, denunciando, expulsando, radicalmente se separando e combatendo os rebeldes, como Jesus aos fariseus e Lutero ao romanismo): o texto é dirigido a hipócritas que a todos julgam do modo errado (severamente sentenciando e executando quanto à vida eterna [e, se possível, tirando a vida física]), mas a si próprios em nada se julgam (como os fariseus julgaram sentenciando e executando a Cristo, e o papismo aos verdadeiros crentes, na Inquisição);

 

– D.2.    Tg 4:11-12 "Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz. 12 Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?".

 

    Isto de modo nenhum nos proíbe de reta e biblicamente julgarmos: o texto é dirigido a hipócritas que a todos julgam do modo errado, e a si próprios em nada se julgam;

 

– D.3.    Mt 13:24-30, (explicada em 36-43) (PARÁBOLA DO JOIO E DO TRIGO: durante a dispensação da Graça e na Tribulação, há o crente falso disfarçado de real, e há erro sutilmente inoculado pelo Diabo, disfarçada mas terrivelmente corrompendo a massa) "… O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo; 25 Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. 26 E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. 27 E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio? 28 E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? 29 Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. 30 Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro. …  37 … O que semeia a boa semente, é o Filho do homem; 38 O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; 39 O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. 40 Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. …"

 

.    Aqueles contrários a qualquer disciplina, denúncia ou separatismo dizem "nunca digamos nenhuma palavra nem tomemos nenhuma ação contra nada nem ninguém, para não arriscarmos estar arrancando trigo por joio, só Deus pode fazer isto, ao final".

 

.    Mas, pela Bíblia, dizemos da parábola do joio Mt 13:24-30,36-43: Há 2 grupos no mundo: os filhos de Deus (aqueles que receberam Cristo Jo 1:12) e os filhos do Diabo (aqueles que rejeitaram Cristo Jo 8:44).

 

.    Quando quaisquer dos filhos do inimigo, oh quão disfarçadamente, se introduzem na nossa igreja (quão usual!), a Palavra de Deus nos dá um procedimento bem definido, a seguirmos:

 

A) temos a obrigação de dizer-lhes "não tendes parte nem sorte em Cristo" (At 8:21-23 e contexto);

 

B) se eles não saírem voluntariamente (quão usual!), temos a obrigação de expulsá-los do nosso meio (1Co 5:7);

 

C) se nós desobedecermos (quão usual! quão trágico!), eles terminarão tomando o controle;

 

D) a este ponto sem volta, os que se propuseram ser fiéis a Cristo e Sua Palavra são ordenados "… saí do meio deles, e apartai-vos, diz o SENHOR …" (2Co 6:17), mesmo que completamente percam propriedades e coisas mais importantes,

 

E) o fiel não se guia pelo coração (Jr 17:9), nem pelo temor das conseqüências (conveniências, admiração e amizades, perda total de propriedades, etc.) (nem sequer cogita dessas conseqüências) , não tem outro alvo que ser fiel, não tem outro temor que não ser fiel. Quando obedecemos à Palavra de Deus, podemos confiar que Ele estará tomando conta de todas as conseqüências da nossa obediência.

 

 

 

– A Bíblia nunca se contradiz, para entendermos um verso temos que vê-lo à luz de quem está falando e a quem, e referente a qual  dispensação; à luz do contexto imediato; e à luz do contexto de toda a Escritura "… nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação." 2Pe 1:20; "… comparando as coisas espirituais com as espirituais." 1Co 2:13.

Solascriptura 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: