Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.


 

Eu tirei minhas máscaras…

mas elas insistem em querer voltar…

         

 

Hoje dei minha cabeça para alguém pôr as mãos, fui cortar meus cabelos, coisa que eu mesma faço, de tanto andar com cabeleireiro, aprendi.

 

Após minha conversão nunca mais quis que ninguém colocasse as mãos em minha cabeça, porque quando da  libertação foi o canal em que o Pastor usou para me abençoar, e ungir e libertar, como um bálsamo; lembrei-me agora do Salmo 133, "…que desce pela barba de Arão".

 

A mente é nosso campo de batalha, e para quem abriu tantas portas da mente como eu, os canais ficaram vulneráveis, por causa das drogas.

 

Após minha conversão virei literalmente uma criança buscando e descobrindo parâmetros, daquilo que me aproxima mais de ti, meu Senhor, e muitas vezes acerto e em outras, erro.

 

Erro, quando sou falsa, coisa que antes era natural para mim, encenar a vida.

 

Erro, quando falo mal de meus líderes espirituais. É abrir a boca e no dia seguinte minha gengiva inflama.

 

Aprendi a entender um pouco de brechas espirituais, pecado gera a morte, mas antes de morrer, ficamos doentes, psicossomática, é verdade eu sou meu laboratório, e graças  Deus!, não tenho ficado doente. Nem gripe.

 

Não disse que não peco. O que nos deixa doentes é o ódio, rancor, amargura, paixão recolhida, diria eu uma humilde, no sentido literal, dependente discípula sua Jesus.

 

Hoje quero falar de ambientes, pessoas, fórmulas para sermos aceitos em alguns locais, como disse fui cortar o cabelo, e é claro a mesma conversa gay de sempre, não muda nada, parece que todos falam a mesma linguagem.

 

Cultura sempre, alegria nem tanto, enfim arquétipos de comportamentos, e o SENHOR já tinha me avisado, orientado, porque sou muito falante e gosto de debates, mas me contive e fiquei só observando, é claro, amei o profissional e a pessoa atrás daquela máscara, eu os amo, é uma química, diria osmose, eu filtro bastante, mas trocamos muito.

 

Chegou uma mulher e eu sabia ia rolar o debate bíblico do século, no cabeleireiro do shopping da esquina, então numa ousadia que  me deu,  saí pela tangente, graças  Deus!, não fui confrontar espíritos, só cortar o cabelo e dar uns tons que estava precisando, só isso.

 

Lá estava ele, o inimigo, tentando contra mim, e eu não estava a fim de humilhar, ninguém. Meu Deus! Como a nossa presença incomoda, nossa não, Sua!

 

O assunto começou em Dubai e terminou na era glacial, aí ela falou pra mim: "quem garante que a Bíblia foi escrita por Deus?"; e eu disse: "não estou falando de Bíblia, mas de ciência". E o assunto acabou.

 

Cada um pro seu silêncio pessoal e eu como sempre, não queria, mas, causei um certo desconforto.

 

Amo o SENHOR, e busco descobrir a Palavra no canal de sua mente… para cada pessoa, como se  quisesse falar em particular com elas, mas a Cristina (meu eu) sempre entra em ação.

 

Arnold Schwarzenegger disse: É preciso ser vencido para vencer.

 

Nunca subjugar pessoas, mas espíritos.

 

Ainda não aprendi a me envolver com o mundo, estando do lado de cá é tudo novo demais pra mim.

 

Continuo indo…

 

Com fé e amor a Ti, em mim e nas pessoas, hei de conseguir, levar a vida e alegria de Jesus, perdão SENHOR, não foi 100% Jesus, acho que nem 5% ainda do que gostaria que fosse como o SENHOR é comigo.

 

 Tem paciência comigo.

 

Em Teu Nome,

 

Sua…

 

ainda Cristina

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: