Ele quebrou a regra para cumprir a Lei.

Posts marcados ‘Vida Eterna’

Judeus e Árabes DNA aponta a irmandade dos inimigos


 

Judeus e árabes: irmãos

Pesquisa mostra parentesco profundo entre adversários,

apontando uma ancestralidade comum

 

Ninguém estranha quando tem notícia de dois irmãos que vivem às turras. Mas o que dizer de sujeitos que vivem brigando, mas não sabem que são tão irmãos quanto parecem? Ainda mais quando dividem o poder em uma região tão estratégica para o mundo quanto o Oriente Médio. Mas é o que acontece hoje com judeus e árabes. Um ambicioso estudo genético, realizado em conjunto por cientistas dos EUA, de Israel, da Itália, Grã-Bretanha e África do Sul, colheu amostras do DNA de 1.300 homens das duas etnias em 30 países. Estudando o cromossomo Y –aquela herança genética que é passada apenas de pai para filho sem nenhuma modificação –, obteve-se a confirmação científica de que todas as comunidades judaicas espalhadas hoje pelo mundo têm forte parentesco não apenas entre si, mas também com palestinos, sírios e libaneses. A pesquisa revela que todos esses povos possuem um ancestral comum: uma população que teria habitado o Oriente Médio há quatro mil anos.

 

O estudo também mostra que todas essas comunidades judaicas conseguiram manter praticamente intacta sua identidade biológica, mesmo tendo migrado para regiões tão distintas do planeta. Segundo o chefe do Departamento de Estudos Judaicos da Universidade de Nova York, essa pesquisa corrobora os relatos bíblicos, segundo os quais uma variedade de famílias do Oriente Médio se originou de um mesmo patriarca. Mas, de acordo com o chefe da pesquisa, Michael Hammer, os resultados também ajudam a refutar algumas teorias, como a que afirma que as comunidades judaicas são em sua maioria formadas por convertidos de outras religiões. Ou então de que descendem dos chamados khazars, uma suposta tribo medieval turca que teria adotado o judaísmo como religião.

 

A técnica que Hammer e seus colegas usaram foi a mesma empregada recentemente pela equipe de pesquisa do geneticista brasileiro Sérgio Danilo Pena, que mostrou que o homem branco brasileiro tem uma forte herança genética indígena e africana (ISTOÉ 1592). No seu trabalho, Pena já apontava a semelhança genética entre judeus e árabes, a partir das amostras de DNA colhidas nas respectivas comunidades brasileiras. Para entender essa técnica é preciso voltar às origens da evolução humana, quando todos os cromossomos Y foram perdidos, à exceção de um, cujos poucos donos não tiveram filhos ou só filhas. Assim, todos os cromossomos Y de hoje são descendentes de um único ‘Adão genético’, que teria vivido há 140 mil anos. Então, se nada tivesse mudado, hoje todos os homens do planeta teriam o mesmo cromossomo Y. Mas ao longo desses milhares de anos aconteceram pequenos erros na sequência genética desse cromossomo. Erros que se reproduziram de geração em geração. São justamente esses pequenos erros que formam a assinatura que os cientistas procuram para identificar a ascendência genética das mais diversas etnias humanas.

 

O próprio Hammer não deixa de apontar as semelhanças entre os resultados de sua pesquisa e o relato do Gênesis. A afinidade genética entre judeus e árabes lembra o relato de como Abraão se tornou pai de Ismael, filho da empregada de sua mulher, Sara, que não podia ter filhos. Ou, então, quando Sara acabou conseguindo conceber Isaac. Embora os muçulmanos tenham uma versão diferente para a mesma história, o fato é que também consideram Abraão e Ismael, ou Ismail como chamam, seus patriarcas.

 

Zero e Um


 

 
Reis e sacerdotes
e eles reinarão sobre a terra. Ap 5:10

 

Pra que serve um rei? Qual seu papel?

Governos são transitórios; Estados, permanentes. Todos os atos que comprometam o Estado e sua composição (território, população, cultura e soberania), tais como acordos internacionais, são submetidos ao rei. Pode o rei vetá-los? Não, absolutamente não. Mas pode tomar algumas ações como consultar a população sobre seu desejo, tanto diretamente, por um plebiscito, como dissolver o congresso e convocar novas eleições parlamentares para manter ou renovar a composição de forças das correntes de opinião.

 

Transpondo para o mundo espiritual: cabe ao rei tomar conta de territórios espirituais, população, cultura e soberania, da mesma forma que no mundo físico.

 

. Porque  assentados nas regiões celestiais com Cristo, temos prerrogativas de Filhos de Deus.

Por exemplo: ter   autorização para prosperar,      autoridade contra demônios, etc. Enfim romper num mundo sobrenatural que nos cerca como neste exato momento ondas e microondas de comunicação humana passam por mim. Assim transita o mundo espiritual ao nosso redor cotiadianamente.

 

E o sacerdote, qual o seu papel?

O sacerdote representa o povo para Deus, com suas intercessões, orações e rogos, jejuns e representa Deus para o povo, através de seus atos de justiça (isto é atitudes irrepreensíveis, mais do que falar o sacerdote realiza).

 

Na verdade, a obra não somos nós que a fazemos, mas é o Senhor quem a realiza em nós.

 

A união destes dois postulados no mundo espiritual, nos remete de escravos do pecado (alma vivente)  a exercer justiça através de  uma nova vida em Cristo (espírito vivificante).

 

Resplandecer o rosto do Criador…

Assim, não conformados com o reino da derrota imposta pelo não conhecimento de Deus, que faz com que as pessoas queridas, sejam manipuladas pelo ódio e suas ramificações que geram dor e doença e morte eterna da glória de Deus.  Passamos a implantar gradativamente o Reino de Deus, isto é idealizando e realizando Sua vontade  na terra como é feita no céu.  Sim, podemos interferir, em Cristo somos livres e recriados à imagem e semelhança do Criador, Aleluia!

 

Como restauradores das bênçãos herdadas através do Sumo Sacerdócio de Jesus, o Cristo, segundo a Ordem de Melquisedeque (Sl 110:4), cremos e agimos contra a apatia da morte sem esperança, batalhamos pela fé uma vez dada aos santos. Despojados da cobiça, inveja e desejo do mal, somos reputados como ovelhas no meio de lobos, santos e irrepreensíveis, porque sabemos em quem temos crido e quem tem nos guiado.

 

O Perdão que cura e dá vida recebemos pela cobertura do sangue derramado na cruz.

 

A coroa que recebemos de Cristo é a sua mente. Pensar como Ele pensa. Agir como Ele age.

 

A questão é antes de nos enchermos, precisamos nos esvaziar de nós mesmos, matar o ímpeto de antigas emoções, como bem o disse Jeremias o profeta das lágrimas: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” Jr 17:9

 

Agora com a mente de Cristo nos voltamos  ao conselho do sábio rei Salomão: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”. Pv 4:23

Interessante notar que duas frases controversas sejam tão complementares, paradoxos da Palavra, corta e separa juntas e medulas, dá discernimento entre o santo e o profano.

 

Sim, vivemos pela graça que não é tão de graça assim: precisamos entender como funciona a mente e o coração do Criador, e o único Caminho é a mente do Filho: rei pela aliança da Tribo de Judá e Sacerdote segundo a Ordem de  Melquisedeque, ao qual Abraão pagou os dízimos (note que houve um pagamento aqui).

 

Mas, por que Abraão pagou para Melquisedeque os dízimos?

 

Quando estudamos a aliança de sangue, ou pacto, entendemos que precisamos soltar as amarras da segurança material, como Jesus ensinou sobre a parábola da pérola de grande valor, que quando a encontramos vendemos tudo para adquiri-la.

 

E assim é o Reino de Deus, para conquistarmos precisamos nos esforçar, mesmo que isto nos custe, romper com o comodismo de reações mascaradas pela película da tradição e do amor ao dinheiro, raiz de todo o mal.

 

E no poder que é aperfeiçoado pela nossa fraqueza, testemunhando com a Mente de Cristo como reis e sacerdotes conquistar  corações sem esperança, para povoar o céu da eternidade, morada que Ele mesmo nos prometeu nos preparar.

 

Em Seu Nome.

Amém.

 

 

 

 

Deve o crente nunca julgar?


 

Deve o Crente Nunca Julgar?

 

  FOTO: FFFFOUND!

 

Mt 07:01-02 Não julgueis, para que não sejais julgados. 2 Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.

 

A pergunta "É certo julgarmos?" atormenta muitos crentes sinceros. Muitos pastores e mestres respondem com sonoro "não", apelando para sentimentos e usando versos da Bíblia que os sinceros logo suspeitam estar algo fora de contexto e não anularem outros que, ao menos na aparência, se lhes opõem. Bem, um estudo da Bíblia (estudo mesmo, exigindo tempo, dedicação, esforço e, sobretudo, espírito realmente aberto a crê-la e aceitá-la), deixa claro que, concernente a certos assuntos vitais, julgar não apenas é correto como também um inequívoco mandamento. Muitos não sabem que:

 

A) A Escritura ORDENA que julguemos, é simplesmente rebeldia e pecado desobedecermos tais mandamentos.

.     … julgai segundo a reta justiça. (Jo 7:24);

.     … julgaste bem. (Lc 7:43);

.     … por que não julgais também por vós mesmos o que é justo? (Lc 12:57);

.     …julgai vós mesmos o que digo … (1Co 10:15);

.     Mas o que é espiritual discerne bem tudo… (1Co 2:15);

(há muitos outros versos, aguarde).

 

B) Somos ordenados, ordenados julgar: FALSOS MESTRES e FALSOS ENSINOS.

 

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores." (Mt 7:15). Como poderíamos nos acautelar, conhecer esses lobos disfarçados, sem julgar???

– Que padrão usarmos para julgar?

 

.     "À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles." (Is 8:20)

 

.     "Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?" (Mt 7:16) Avaliemos frutos pela Bíblia, não por nossos sentimentos.

 

.     "E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a DOUTRINA que aprendestes; desviai-vos deles.

 

18 Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples." (Rm 16:17-18).

 

Se nunca julgarmos, nunca poderemos obedecer este verso! Deus quer que conheçamos nossa Bíblia e por ela testemos todos mestres e ensinos!

 

Atenção: os responsabilizados pelas divisões são os falsos mestres com seus ensinos, não os que protestam contra os falsos mestres e seus falsos ensinos! Como discernir os falsos mestres?

 

Eles, entre outras coisas: são os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina da Bíblia (o que ela DIZ, no seu contexto e dispensação), a doutrina dos apóstolos! São os que servem não ao Senhor mas ao seus ventres! São os que enganam os simples!      

 

Solascriptura

Cont…

Como se a dor que ele sente doesse mais em você


 

 

Ame ao Senhor com todo teu coração
Com toda força e razão,
Com todo teu desejar.

Ame ao teu próximo como se fosse você
Como se a dor que Ele sente,
Fosse a que sente você.

Ame ao teu próximo como se fosse você
Como se a dor que Ele sente
Doesse mais em você.

(Vencedores por Cristo)

 

… e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.

Tg 4:8

 

Eu tenho o costume de me aproximar das pessoas e vestir a camisa delas, passo a sentir as mesmas inquietações, vontades, paixões que elas, e nesse reboliço santo, intensifico meu amor para que entenda o que as machuca, como se a dor delas doesse mais em mim. Igual ao louvor que coloquei ali em cima do Ministério Vencedores por Cristo.

 

De mim mesma não teria esse ímpeto, mas o SENHOR vai me alimentando com o Amor que Ele sente pela pessoa e a dor que Ele sente que ela sente, enfim. Amar dói muito.

 

E no versículo de Tiago 4:8 o Pastor Alexandre estava pregando e falou isso, que para a gente preencher a tristeza a dor do amor, enfim, para não ter duplo ânimo, isto é hoje estou bem, amanhã estou triste, precisamos purificar o coração.

 

Então saí a procura da purificação, porque já não agüentava mais sentir a dor do irmão, estava mal, acho que nasceu umas duas rugas nos meus olhos de tanto chorar, comi tanto chocolate que meu treinador e sua esposa, com toda a razão deram a maior dura em mim, engordei, fiquei horrosa, agora estou melhor.

 

E percebi que temos que resistir as paixões, submetendo nossa vontade a Deus, resistindo ao diabo para ele fugir de nós, está no versículo anterior de Tiago, creio que ele passou por tudo isso também, como dói.

 

Aí tive que cortar tudo, me purificar, pessoal e intransferível, só o Espírito Santo para nos orientar. Melhorei, mas ainda está doendo um pouco.

 

É incrível como a purificação nos dá força, não é pra mostrar para ninguém que somos mais santos, isso é fumaça no nariz do SENHOR, mas para nossa própria saúde. Se continuasse seria autoflagelação. Afinal o coração alegre aformoseia o rosto.

 

Quanto ao irmão, então tem horas que precisamos deixar Deus agir, um planta, outro rega, outro colhe.

 

Assim seja.

 

 

Gente Grande


 

DELES É O REINO DOS CÉUS

                                                                               foto: ffffound!
… pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças.

Mt 19:14-b

 

 

Quando era criança não via a hora de crescer, e todos diziam que eu iria querer voltar a ser criança depois de crescida.

 

Não é bem assim. Gostei de todas as minhas idades, parafraseando Neruda: confesso que vivi.

 

Mas, daquele coração de criança, inocente e puro que só vê o bem, se entrega e confia nas pessoas, briga, logo fica de bem, cai e não machuca, ri de tudo, sinto falta.

 

Corre um pps (arquivo em Power Point), questionando os nascidos antes dos anos 80 como conseguiram sobreviver a tanta inconseqüência?

 

Creio que é isso que Jesus quis dizer: a inconseqüência da inocência.

 

E na viração do dia Deus foi ao jardim procurar o casal que escondido não quis se mostrar por estar nu. Quem te falou que estavas nu? Perguntou.

 

A perda da inocência faz com que nossos olhos não vejam que somos cegos para o bem.

 

Quando nasce uma criança ela não sabe quem são seus pais, quem a amamenta, ou quem dá banho, se ela irá estudar, se será rica ou pobre, na mente de uma criança não há esse tipo de inquietação com um dia, um amanhã; ela simplesmente vive para ser cuidada e ensinada.

 

Mesmo o mais vil dos homens se compadece e ama seus filhos, é óbvio que existe o mal, mas enquanto criança não se conhece esse sentimento. E a perda da infância hoje vem ocorrendo cada dia mais cedo.

 

Isaque, o filho de Abraão só se casou após os quarenta anos, acho linda essa história e o mais legal, seu pai manda procurar uma jovem para que ele se case.

 

Como pode um homem de quarenta anos não ter tido nenhuma experiência a ponto de seu pai ter que mandar buscar uma mulher para ele?

 

Hoje as meninas já sabem o que é namoro com sei lá, 4 anos? Creio que até menos.

 

Tá rolando uma propaganda do chocolate batom  num acampamento de meninos com idade por volta dos 7 anos; a cena mostra dois garotos disputando uma menina que se encanta com aquele que lhe oferece um batom. A revanche do outro menininho “rival” ao ver o casal sentado namorando é sair de uma cabana com “n” menininhas porque agora o mesmo chocolate é oferecido em vários tabletinhos numa só embalagem.

 

Na natureza existe a lei do mais forte, Darwin não está de todo errado, exceto quanto da origem da criação.

 

Porém o ensinamento aqui é: que a mulher é interesseira e volúvel e o menino a comprar não uma, mas várias, como se a mercadoria estivesse muito barata.

 

Mais uma vez a mulher sendo subjugada. A família degradada e a criança violentada.

 

Matar criança não é só no corpo, mas na mente também.

 

Imagine um homem com quarenta anos como Isaque, neste mundo de hoje!

 

Não sou e não quero ser sofisticada, a ponto de desacreditar no perdão, na doçura das pessoas, que eu erro e posso pedir desculpas e se não for perdoada, continuar amando assim mesmo.

 

Não sou e não quero ser interesseira, a ponto de ser comprada por mimos, só desejar o bem aos outros esperando algo em troca.

 

Tenho exercitado, confesso, o mal ainda tem me vencido, mas em Cristo eu vou prevalecer, voltar a inocência esse é meu alvo.

 

Meu Deus! É impossível ser feliz sozinho, mas é isso o que vai acontecer daqui algum tempo, ninguém confiando mais em ninguém.

 

Minha oração é: SENHOR dá juízo aos publicitários, não peço censura, mas orientação pedagógica obrigatória nos veículos de comunicação.

 

Em Nome de Jesus.

Amém.

 

 

 

Vinde a mim os que têm fome e sede: (De Justiça)


    

Quando o pai de família se levantar e cerrar a porta, e começardes, de fora, a bater à porta, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos; e, respondendo ele, vos disser: Não sei de onde vós sois; Lc 18:25

 

         

 

Quando pequena, na verdade, sempre, meu pai dono de mercearia; aos domingos, tirava folga a partir do meio dia, nem bem acabava de fechar e lá estava a constante insistência para que ele abrisse a porta e  exceção para o honrado cliente, todos se consideram assim, pra mim ele abre, é aquela praxe: você sabe com quem está falando? Enfim,   todos querem a urgente mercadoria, em cidade pequena não há expediente, nada abre aos domingos, a saída: não poupar o descanso de papai.

 

O texto de Lucas, remete-me  ao incômodo de minha infância, a busca das chaves, abrir um monte de portas, e, por fim, pegar o item porque estavam insistindo em levar.

 

Meu pai atendia. Quase sempre.

 

Diferente de nosso Deus que é longânimo, mas, justo, e não tem sombra de variação, seu sim é sim; não, não. Naquele Dia quando cerrar  a porta, não abrirá, e ainda dirá: não vos conheço, não sei quem sois.

 

A Bíblia é um livro que se discerne pelo Espírito Santo, e não, é, não.

 

Eu que sempre fui adepta ao jeitinho brasileiro, após me converter, isto é, assim que passei a ouvir a vós de Deus, não me pergunte como é, não tem som. Então, aqui em casa bebemos água mineral, é só ligar, dizer o endereço e em poucos minutos, dimdom; água delivery.

 

Com o bebedouro seco, saí de casa e ao retornar, lembrei que me dirigia a um local sem água, pensei: se só de ligar eles trazem água, com minha presença vão colocar tapete vermelho, levo o galão, depois eles mandam entregar o resto, por ser muito cedo e os entregadores ainda não estarem trabalhando.

 

Oi, vou levar um galão, depois você me manda os outros quatro, e pega o correspondente vazio a este. Qual não foi minha surpresa!

 

Sem galão, não tenho ordem para entregar, dizia uma franzina e obediente mulher, a seu patrão.

 

Mas é só ligar, vocês nem sabem quem sou e mandam entregar! Pasma, sedenta, recém-convertida, eu.

 

Não, meu patrão, não autoriza!

 

Mas… indignada, arrasada, abalada, envergonhada, um monte de ada… pensei: Vou apelar, lembrei do nome de Jesus, e, que vergonha! Apelei: e se eu fosse Jesus, você iria me regular a água, estou sedenta?

 

No que ela me aponta: o bebedouro. Minha cara caiu no chão, lágrimas tímidas não se contiveram, e a memória do texto que Jesus diz: seja o seu sim, sim; não, não.

 

Não existe jeitinho brasileiro no céu.

 

Não mais envergonhada, e sim grata; apoiei a obediência dela, aguardei os entregadores, e passei o dia em estado de graça, pela imemorável lição que o SENHOR acabava de me dar.

 

Portanto, não vos enganeis, está escrito: 

 

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?


E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

 

                                  Mt 7:22-23

Nós faremos menção do Nome Poderoso do SENHOR


 

                 ·O ANÚNCIO DA VOCAÇÃO DOS GENTIOS

                                    ":◦.»ώ«.◦:"

 

MAS nos últimos dias acontecerá que o monte da casa do SENHOR será estabelecido no cume dos montes, e se elevará sobre os outeiros, e a ele afluirão os povos.

 

E irão muitas nações, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do SENHOR, e à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos pelas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do SENHOR.

 

E julgará entre muitos povos, e castigará nações poderosas e longínquas, e converterão as suas espadas em pás, e as suas lanças em foices; uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra.

 

Mas assentar-se-á cada um debaixo da sua videira, e debaixo da sua figueira, e não haverá quem os espante, porque a boca do SENHOR dos Exércitos o disse.

 

Porque todos os povos andam, cada um em nome do seu deus; mas nós andaremos em nome do SENHOR nosso Deus, para todo o sempre.

 

Mq 4:1-5

 

%d blogueiros gostam disto: